Homenagem ao AMADO BHAGAVAN SRI RAMANA MAHARSHI

Este é um vídeo,  do meu amado BHAGAVAN SRI RAMANA MAHARSHI 

é um vídeo raro…ouça os mantrans…e algumas fotos… é lindo…

http://www.youtube.com/watch?v=fvIlhN0frdY  1

http://www.youtube.com/watch?v=sVidyU6teww  2

http://www.youtube.com/watch?v=aHXJCPmue0o  3

Ai esta um pouco de sua historia:

VENKATARAMAN – nome dado por seus pais, nasceu  em Tiruchuzi, pequena aldeia no sul da Índia, a 30 de dezembro de 1879.  

Sua infância foi igual à de todos os meninos de sua época. Porém, aos doze anos seu pai faleceu e a família foi morar com um tio na vizinha cidade de MADURA.

No fim do ano de 1895, o jovem Venkataraman, ao encontrar um tio que vinha de uma peregrinação, abordou-o com a pergunta:

“De onde está vindo?”

“De Arunachala.”  Foi a resposta.

A aparente simplicidade da frase de seu tio encontrou profundo eco em seu coração, como se a palavra “ARUNACHALA” lhe despertasse alguma sutil recordação.

Em julho de 1896, na tenra idade de dezessete anos, Ventakaraman teve a experiência que transformou Sua vida e despertou-O para o verdadeiro significado do SER:  certa tarde em que estava sozinho em casa, sentiu que iria morrer.  Deitou-se com os membros distendidos, susteve a respiração, mantendo a mente em completa introspecção e o corpo inerte; sentiu toda a força de sua personalidade e até mesmo ouviu a voz do SER dentro de si, totalmente apartada do corpo. ¨O corpo morre, mas o espírito que o transcende é imune à morte.  Isso quer dizer que sou um Espírito Imortal¨

Daí em diante sua absorção no Ser é permanente. Pouco tempo depois deixa a casa do tio e parte para Tiruvannamalai em direção ao Monte Arunachala – local onde o Deus Shiva apareceu  a seus devotos na forma de uma coluna de luz.

Durante os cinqüenta e quatro anos seguintes, sua vida foi um exemplo vivo de  Suprema Paz, Compaixão Universal e Auto-Consciência incessante.  Ele ensinou o Caminho do Auto-Conhecimento e a Auto-Renúncia através da Vichara (a pergunta¨Quem sou Eu?¨).

Quando se estava próximo a Ele, as ondas incansáveis da mente eram acalmadas: corações aflitos encontravam conforto e paz e os buscadores sinceros da Verdade encontravam a Suprema Beatitude.

No dia 14 de abril de 1950, Sri Bhagavan deixa o corpo. Entretanto, muitos devotos, espalhados por todos os rincões do planeta, até hoje, crêem firmemente em suas palavras quando inquirido sobre Sua partida: “Para onde mais poderia Eu ir?”

Este é o Santo Sábio que, em Seu silêncio e olhar de bem-aventurança, segue vivo nos corações de todos os seus discípulos.

 

 Namastê  Fran

 

Anúncios
Esse post foi publicado em Não categorizado. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s